Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘profissões de moda’ Category

Depois de algum tempo sem entrevistas, volto hoje entrevistando uma pessoa que eu admiro muito, a Brígida. Segue abaixo a entrevista com ela.

Qual o seu nome e idade?
Brígida Cruz, 35 anos

Qual é a sua profissão?

Historiadora da Moda

O que faz na sua profissão?

Possuo um brechó virtual, o Que Chuchu! Moda Vintage que comercializa roupas de 1950 a 1980.

Mantenho um acervo de roupas do início do século até 1950, as quais não comercializo.
Eu também dou aulas, cursos e oficinas sobre História da Moda.
Fiz a graduação em História e Mestrado em História e Sociedade ambos pela Universidade Estadual Paulista- UNESP, pesquisei o jornal O Pasquim no período de 1969-1974 e sua influência no comportamento jovem da época.
Hoje desenvolvo uma pesquisa a respeito do cartunista J. Carlos e sua personagem A Melindrosa, nos anos 1920
Onde você trabalha?
Gerencio e sou responsável pela criação da loja virtual Que Chuchu! Moda Vintage- www.quechuchu.com.br
Ministro aulas para o curso de moda em diversas intituições de ensino superior e pós graduação.
O que você teve que estudar e onde?
Darei de outubro a dezembro duas oficinas de História da Moda uma para adultos, na Oficina Cultural Oswald de Andrade, e, outra para crianças na Oficina Cultural Juan Serrano, ambas serão gratuitas, fica o convite para quem quiser participar.

Como é o seu dia a dia no trabalho?
Sempre reservo parte da meu dia para leituras e pesquisa, tento me manter informada sobre história da moda e também sobre moda contemporânea.
Saio no mínimo uma vez por semana na “caça, na garimpagem” de peças antigas e exclusivas para o Que Chuchu!
Qual a média de salário que um profissional da sua área ganha?
Isso varia bastante pois depende muito do humor das pessoas resolverem gastar dinheiro com compras de roupas, elas aumentam conforme o fim do ano se aproxima, vendo em média de 30 peças por mês.
Quanto as aulas e cursos o valor da hora gira em torno de 40,00 a 100,00
Onde procurar emprego?
Em faculdades de moda, museus, instituições culturais e é claro em brechós, ou pode ainda começar o seu.
Para começar a se estabilizar na área, quantos anos são necessários?
Acredito que seja necessário pelo menos 3 anos.

O que você mais gosta na sua profissão?
Adoro, amo sair em busca das roupas, é como achar um tesouro escondido, saio em busca de uma padronagem de tecido diferente, uma modelagem que não conheço e só compro o que gosto.

Na parte da pesquisa adquirir livros novos é muito bom, além, de ir para arquivos  e sebos pesquisar revistas antigas e ver seriados e filmes de época, uma dão um prazer muito grande!

E quanto as aulas e cursos o mais gostoso é perceber que o participante está curtindo o curso, crescendo e contribuindo também para o meu crescimento.

O que você menos gosta na sua profissão?
Algumas pessoas não imaginam que adquirir peças de época é fruto de pesquisa e muita perna batida, então olham para seu Dener, o seu Schiaprelli e falam ” como você tem sorte de achar essas peças”, ignorando todo seu trabalho. Ou ainda tem aqueles que acham que vintage é apenas roupa velha e reclamam do preço.

É muito difícil?
Muito dificil ser históriadora da moda? Não é não, é só ter gosto pela pesquisa, leitura e estudo, pois isso irá fazer parte da sua vida. E persistência e calma pois não é da noite para o dia que você irá reconhecer uma roupa de determinada época ou ter um bom domínio sobre a história.

Quais são as recomendações e dicas que você dá para quem quer seguir a sua carreira? Estude, leia, veja muitas imagens, apure seu senso estético indo a exposições de arte, vendo bons filmes, não deixe nada passar desapercebido.

Viu como novamente eu trouxe aqui uma profissão não tão comum na área de moda, e que é MUITO interessante? E tem mais uma novidade, em breve a Brígida será uma das colunistas do Moda Paralela, trazendo todo esse universo delicioso de moda e pesquisa.

Aproveite e visite o site dela, clique aqui.

Bjs,

Fe

Anúncios

Read Full Post »

Nessa coluna sobre profissões de moda teremos vários profissionais de várias áreas relacionadas à moda.

Hoje vamos falar da Monayna, que eu tive o prazer de trabalhar com ela na área de ensino, e mostra que para ensinar, não basta somente saber, tem e deve estar no mercado de trabalho, pois só assim poderá trazer o que realmente acontece na vida real. E isso ela mostra que é fera, vamos conhecê-la?

Qual o seu nome e idade?

Monayna Pinheiro, 30 anos
Qual é a sua profissão?

Estilista, professora e coordenadora
O que faz na sua profissão?

Sou estilista, possuo uma pequena marca de roupa feminina chamada Apego, que esta passando por um processo de reestruturação (reformulação de site, sem loja física). Além disso, dou aulas e coordeno uma da unidades do Senac da área de Moda.


O que você teve que estudar e onde?

Me formei em desenho de Moda pela faculdade Santa Marcelina, além disso fiz vário curso livres na área e um curso de Gestão de Varejo de Moda no IBMODA

Atualmente faço curso livres em história da arte, considero as artes plásticas uma fonte fundamental de pesquisa!

Onde você trabalha?

Dou aulas (Senac), palestras, possuo minha marca Apego e desenvolvo trabalhos free-lance na área: desenvolvimento, figurino para teatro, etc.

Como é o seu dia a dia no trabalho?

É bem corrido, pois se na estou dando aulas, estou pesquisando, estudando, comprando tecido, visitando costureira, meio loucura…


Qual a média de salário que um profissional da sua área ganha?

Olha é bem menos do que as pessoas imaginam, tudo por conta deste “glamour” que existe na área.

Posso dizer que uma assistente ganha de R$300,00 a R$1.000,00 e um estilista formado de R$1.500,00 á 3.000,00.

Diria que a média é R$2.000, mas é claro, existem exceções…

Onde procurar emprego?

Em confecções de moda, acho tudo super válido e importante: desde o Bom Retiro e Brás até marcas consagradas que desfilam em grandes semana de Moda (SPFW, FASHION RIO).

É fundamental que o estilista e o estudante de moda seja ligado em tudo: música, cinema, artes plástica, ícones de moda e obviamente o trabalho de outras marcas e estilista.

É muito freqüente que em entrevistas na área de estilo, os profissionais perguntem: “que lugares você freqüenta”, “qual tipo de música que gosta”, “filmes importantes” e

peça para citar estilistas que admira o trabalho. Para julgar justamente se você é uma pessoa “antenada”, ligada em moda e comportamento em geral.

Para começar a se estabilizar na área, quantos anos são necessários?

Não sei muito bem, a estilista Thais Losso, por exemplo, levou alguns anos  para virar uma super consultora de Moda.Acho que a idéia é começar como estagiária e assistente de estilo até assumir como estilista ou coordenadora  de  estilo de uma marca e ir trilhando seu caminho… O importante é não parar de pesquisar, procurar tendências se atualizar jamais. Além disso, muito trabalho e dedicação, como a profissão de estilista e desenvolvimento de produto pede.

O que você mais gosta na sua profissão?

Pode mexer com criação, buscar as referências de onde você quiser, ter liberdade de escolha.

O que você menos gosta na sua profissão?

Me incomoda essa “glamorização over“ que existe em torno da moda. Acho que a moda conseguiu uma grande projeção, até por ser cada vez mais divulgada e retratada em novelas, seriados, mídia impressa, digital.  Sem dúvida: a Moda esta na moda!

Mas com isso foi criado um estereótipo dos profissionais da área, retratado como pessoas fúteis,vazias, egocêntricas… E isso não é verdade!

O dia-a-dia da profissão é tão longe disso, é muito trabalho e pouquíssimo glamour…

Não existe glamour em chão de fábrica.

É muito difícil?

É, mas como em toda profissão!

O que eu percebo muito (tomando como parâmetro meus alunos) a maioria deles procura um curso de moda querendo ser estilista. Mas depois, percebe o quanto o profissional trabalha: pesquisa muito, desenha, precisa ser criativo sem esquecer o lado “comercial”, etc. e muitos acabam desistindo da profissão, migrando para outras áreas.

De qualquer forma a cadeia de Moda é muito ampla e existe uma infinidade de outros ramos de atuação: Modelista, produtor de Moda, Visual merchandiser, Designer têxtil, etc.

Quais são as recomendações e dicas que você dá para quem quer seguir a sua carreira?

Acho que precisa ter na cabeça que independentemente da formação que tenha e que o profissional da área não pode parar de pesquisar a se reciclar jamais!

Ele nunca vai aprender moda só em sala de aula: precisa sair, conhecer, gente, ouvir música, ir ao museu, teatro, falar uma segunda língua, pesquisar, viajar, etc… O estilista e ou profissional de moda se alimenta de novidades, é este seu combustível..

Os contatos:

APEGO
http://twitter.com/apegada
http://flickr.com/photos/apego
http://www.apego.com.br
http://www.fotolog.com/apego

Mô, super obrigada pela entrevista e espero que possa ajudar bastante as pessoas que tem dúvidas sobre a área.

Bjs,

Fe

Read Full Post »

Hoje o post sobre profissão é com a Milena, ela é estilista, e conta como funciona a profissão e o dia a dia, além de mostrar que para ser estilista tem que suar muito, e glamour não passa muito perto!!! É trabalho MESMO!

Qual o seu nome e idade?
Milena Saran, 29 anos

Qual é a sua profissão?
Estilista

O que faz na sua profissão?
Atualmente trabalho como consultora de moda e estilo, para empresas de confecção.

O que você teve que estudar e onde?
Criação, História da moda, língua estrangeira, corte e costura, técnologia têxtil. Estas são algumas diciplinas do curso de moda que cursei na Universidade Anhembi Morumbi.

Onde você trabalha?
Trabalho desenvolvendo coleções  para algumas empresas que confeccionam  para  outras. Normalmente magazines( C&A, Renner, Marisa , Pernambucanas) ou para grandes marcas( Siberian, TNG, Calvin klein, farm, osklen , etc) .Esse trabalho é chamado de “ Private Label”.

Como é o seu dia a dia no trabalho?
Começo meu trabalho fazendo pesquisa por vários meios, como sites, blogs ,revistas, viagens e etc. Depois defino o Tema para a coleção e faço  o mix de produto. Escolho tecidos , cartela de cores e dou início ao desenvolvimento da coleção. Após esse processo, é feito uma reunião com outra profissional de moda, chamada de modelista.Esta desenvolve os moldes das peças que estão desenhadas. Em seguida é feita a primeira peça, chamada de “Peça Piloto”, que depois e analisada e aprovada, e encaminhada para a produção. Isso bem resumidamente, hehehe

Qual a média de salário que um profissional da sua área ganha?
Na faixa de 2 a 7 mil reais, quando se trabalha fixo em uma empresa.Como autônoma você consegue tirar mais, dependendo do seu trabalho e empenho.

Para começar a se estabilizar na área, quantos anos são necessários?
Depende muito de sorte e dedicação, como em qualquer outra profissão.

O que você mais gosta na sua profissão?
Adoro Pesquisar Muiito!!

O que você menos gosta na sua profissão?
O falso glamour da profissão.

É muito difícil?
Diria que mais cansativo do que difícil, pois você tem que estar disposto a trabalhar muito, e virar noites para que a coleção esteja pronta na data certa.

É necessário ter algum dom? Criatividade e habilidade para desenhar, são requisitos importantes para ser um bom profissional. Mas além disso, um profissional de moda precisa ter visão, bom gosto e um felling para entender o comportamentos das pessoa, além de captar a necessidade do mercado, afinal a moda é criada a partir desses elementos.

Quais as principais características deste profissional?
Bom, a minha dica para quem quer trabalhar na área de moda, é que antes de cursar a faculdade , faça um curso de técnologo, pois nesses onze anos trabalhando na área percebi que as pessoas  que faziam esse tipo de curso  tinham  maior experiência, além disso o curso tem a duração média de 1 ano e meio, que facilita o ingresso ao mercado da moda, com maior rapidez.

Quais são as recomendações e dicas que você dá para quem quer seguir a sua carreira?
Onde procurar emprego? São Paulo, é o lugar com mais vagas de trabalho, porém a concorrência é muito grande. Santa Catarina é a capital das malhas, e possui muitas empresas e poucas pessoas qualificadas.Também , temos grandes confecções no Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, e por ai vai. Posso dizer que ainda é uma área muito boa para se conseguir emprego é só correr atrás.

Muito obrigada Milena, deu para ver que qualquer profissão na área de moda é preciso paixão, nada é fácil, mas gostando tudo torna-se mais tranquilo.

Bjs,

Fe

Read Full Post »

Mais uma entrevista com um profissional da área de moda, ele é assessor de imprensa e trabalha com moda, outra profissão interessante que lida com moda e comunicação e não necessariamente criação/ estilo.

O profissional de hoje é o Rodrigo

Qual o seu nome e idade?

Rodrigo Fernandes, 27 anos
Qual é a sua profissão?

Assessor de imprensa – formado em Jornalismo
O que faz na sua profissão?

Posicionamento estratégico de marcas de moda  na mídia

O que você teve que estudar e onde?

Eu cursei jornalismo na Uninove. Fui a segunda turma a concluir o curso na faculdade.

Naquela época o nível de professores era elevado. Muitos deles ministravam aulas na Metodista e no Mackenzie.

Onde você trabalha?

Na Cartaz Comunicação – agência focada no universo jovem -música, cultura, moda… –  e no posicionamento estratégico de marcas no mercado
Como é o seu dia a dia no trabalho?

Meu dia a dia é inconstante. Cuido de 10 contas nacionais e internacionais com objetivos distintos.

Para conseguir dividir o meu tempo e desenvolver um bom trabalho costumo preparar planejamentos mensais de acordo com a necessidade do cliente e do mercado. O grande diferencial do meu trabalho é que eu atuo como “braço” do departamento de marketing da marca. Muitas delas possuem equipes reduzidas e precisam de direcionamento para conseguir alcançar resultados. Ou seja, antes mesmo de pensar no que divulgar eu procuro meios de como anunciar, onde anunciar, de que maneira e qual o resultado efetivo que isso pode gerar.

Vale lembrar que muitas empresas não possuem budget para anúncios publicitários, ficando a cargo do bom assessor viabilizar espaços espontâneos nos veículos de interesse da marca.

Qual a média de salário que um profissional da sua área ganha?

Um estagiário ganha em média R$500, mais benefícios  e um profissional recém formado R$2.500,

Para começar a se estabilizar na área, quantos anos são necessários?

Acredito que o tempo é relativo. O amadurecimento profissional é natural e acontece dia a dia. Acredito que em 2 anos o profissional consiga seu lugar no mercado.

O que você mais gosta na sua profissão?

Da ausência de rotina

O que você menos gosta na sua profissão?

De administrar o tempo alheio. Muitas vezes eu preciso me virar em 10 para conseguir atender o jornalista, o cliente, o produtor, os companheiros de trabalho, entre outros.

É muito difícil?

Diria que cansativo e não difícil

É necessário ter algum dom? Quais as principais características deste profissional?

O dom da comunicação. O assessor de imprensa precisa acreditar no que faz para conseguir “vender” uma idéia para um jornalista ou cliente. Somos procurados justamente para suprir essa necessidade.

Um bom assessor precisa ser bem relacionado, passar credibilidade, entender do que está falando ou então pesquisar sobre, ser pró-ativo, pensar com muita antecedência para conseguir resultados, ser atencioso e atender a todas solicitações independente da importância do veículo, entre tantas outras…

Quais são as recomendações e dicas que você dá para quem quer seguir a sua carreira?

A dica é ser persistente e criativo
Onde procurar emprego?

Na área de moda a dica é descobrir qual a assessoria da sua marca ou estilista predileto. Cá entre nós, grande parte do sucesso de uma marca se dá pelo trabalho do assessor de imprensa.

Quer saber onde eu trabalho? Acesse www.agenciacartaz.com.br

Rô, super obrigada por disponibilizar seu tempo e dar dicas que às vezes parece algo tão simples, mas que pode ajudar muita gente a escolher a profissão.

Bjs,

Fe

Read Full Post »

Hoje coloco aqui a primeira de uma série de entrevistas com pessoas da área de moda, são pessoas que já estão no mercado, nas mais diversas profissões e que poderá dar dicas de como é a profissão, o dia a dia, salário, etc. O interessante é descobrir que a área de moda não é só ser estilista, tem um milhão de áreas interessantíssimas!

Hoje começo com a Lydia

Qual o seu nome e idade?
Lydia Bernauer, 32 anos

Qual é a sua profissão?
Gerente de produto de moda infantil e bebês

O que faz na sua profissão?
Gerenciamento e compras de toda a linha de vestuário infantil de 0 a 16 anos para uma cadeia de lojas mexicana que está chegando ao Brasil em Curitiba, chama Lojas Coppel, no México tem 800 lojas e vai começar com 4 lojas até o final do ano no estado do Paraná.
Minha função é procurar fornecedores que tenham qualidade e sejam rentáveis para a empresa, fazer toda a pesquisa de tendências de moda, cartela de cores e etc, gerenciar vendas, rebaixar artigos que estão com baixo desempenho e comprar derivados dos que estão com alto desempenho, fazer compras para peças de campanhas, ajudar na montagem e visual merchandising das primeiras lojas.

O que você teve que estudar e onde?
Estudei Economia na Faap, fiz MBA em Marketing na ESPM e especialização em moda no Senac

Onde você trabalha?
Lojas Coppel, magazine de vestuário, eletro e móveis em Curitiba – Paraná

Como é o seu dia a dia no trabalho?
Sem rotina, por isso eu adoro tanto.

Qual a média de salário que um profissional da sua área ganha?
Começa por volta de 2.500,00 e chega a 20.000,00 ou mais se for gerente de sala

Para começar a se estabilizar na área, quantos anos são necessários?
Dois anos mais ou menos

O que você mais gosta na sua profissão?
A falta de rotina e o contato com a moda.

O que você menos gosta na sua profissão?
Lidar com números e sistemas

É muito difícil?
Não, é desafiador.

É necessário ter algum dom? Quais as principais características deste profissional?
Na minha opinião é necessário ter um feeling de moda, mas de moda comercial, aquilo que vende rápido, bater o olho e já saber e isso não se aprende.

Quais são as recomendações e dicas que você dá para quem quer seguir a sua carreira?
Procurar processos de trainee em grandes redes como C&A, Riachuelo, Pernambucanas, Renner, etc..

Onde procurar emprego?
Nos sites das empresas e no www.carreirafashion.com.br

Lydia, muito obrigada pelas dicas e esperamos que possa ajudar quem quer estudar moda e não sabe o que seguir.

Na moda nem todas as áreas da moda é preciso criar ou desenhar, mas a maioria precisa de pesquisa, de tendência, feeling, etc.

Bjs,

Fe

Read Full Post »

%d blogueiros gostam disto: